Categorias

22 maneiras de divulgar seu produto na internet

22 maneiras de vender produtos na Internet

O uso da internet aumenta diariamente em todo o mundo.

 

Uma pesquisa da comScore mostrou que o Brasil é o quinto no ranking de países que mais utilizam a Internet.

 

Brasileiros passaram em média 29,7 horas conectados à web em 2018, bem acima da média global que é de 22,7 horas.

 

Nessa mesma pesquisa, é possível ver que o número de internautas também cresceu 11% em referência ao último ano.

 

Empresas que querem se manter competitivas no mercado, precisam investir em marketing digital e na divulgação do seu produto na internet.

 

Ter a internet como um meio de interação com seu público-alvo e com seus consumidores, não é uma opção e sim uma obrigatoriedade.

 

Existem diversas maneiras possíveis de divulgar produtos, neste artigo mostraremos 22 formas de divulgar o seu produto na internet.

 

1. Site (com e-commerce)

 

Ter seu próprio site é a melhor maneira de divulgar seus produtos e sua empresa na internet.

 

Com um site, é possível divulgar suas principais informações com credibilidade, cadastrar seus produtos e até realizar vendas.

 

O custo de produção de um site com e-commerce e sua manutenção é muito menor em relação a abertura de uma loja física, por exemplo.

 

A probabilidade de aumentar suas vendas e o custo benefício é algo que vale o investimento.

 

2. Facebook

 

O Facebook é a maior rede social do mundo.

 

Em 2018, já possuía mais de 2 bilhões de usuários ativo.

 

Assim como o Site, ajuda a provar e fortalecer a imagem do seu negócio como algo sério.

 

O Facebook é uma plataforma completa que possui diversas ferramentas que podem favorecer a divulgação de seus produtos, como páginas, grupos e Facebook Ads.

 

Vale dedicar seu tempo entrando em grupos e ainda criar uma página, pode ser uma maneira gratuita de conseguir mais visibilidade para sua marca.

 

Caso esteja com disposição, vale a pena investir em anúncios pagos, com certeza melhorará a percepção das pessoas com relação a sua marca e seus produtos.

 

Nesse ano, o Facebook acrescentou à sua plataforma um marketplace. Nele, é possível divulgar e comercializar seus produtos.

 

Fora tudo isso, essa rede incluí e melhora sua plataforma dia após dia, é uma ferramenta de divulgação indispensável para quem quer ser lembrado pelo mercado consumidor.

 

3. Instagram

 

De acordo com uma pesquisa da Social Media Trends, o Instagram só fica atrás do Facebook quando o assunto é investimentos realizados por empresas no meio digital.

 

Essa rede social sempre teve foco em dispositivos móveis e isso foi seu ponto forte.

 

Dados atuais da mesma pesquisa mostra que 62% dos brasileiros acessam a internet via esses dispositivos.

 

O engajamento é um outro ponto forte dessa rede social.

 

Ao divulgar seu produto, caso ele chame a atenção ou você tenha um conteúdo algum conteúdo, é possível conseguir que as pessoas divulguem seu perfil.

 

Brasileiros ainda passam em média, 3h39 por dia no Instagram e com tanto tempo, tornam-se passivos de receberem seu conteúdo, de acordo com seus gostos e afinidades.

 

Os anúncios pagos também são outra possiblidade, pois, assim como no Facebook, os anúncios ampliam o alcance e as noções que as pessoas têm de seus produtos.

 

Por fazer parte da rede do Facebook, oferece as mesmas ferramentas de Ads e de análise de dados.

 

O Instagram possibilita ter conhecimento sobre o retorno conseguido através do investimento realizado em campanhas pagas.

 

4. Twitter

 

O Twitter, apesar de possuir menos usuários que Instagram e o Facebook, é uma ferramenta que deveria receber mais atenção.

 

Uma nova pesquisa realizada pela própria empresa mostrou que 62% dos usuários que acessam a plataforma fazem parte da faixa etária da população economicamente ativa.

 

Apesar das limitações no Twitter (como de caracteres), é possível obter marketing espontâneo.

 

O marketing espontâneo ocorre quando as pessoas começam a falar com você, é quando seu conteúdo se torna viral e é transmitido de pessoa para pessoa.

 

Pode-se conseguir muita divulgação dos seus produtos apenas com compartilhamentos, as vezes sem precisar investir uma quantia alta em Twitter Ads.

 

5. Pinterest

 

O Twitter já não era uma rede social muito usada e o Pinterest é igualmente esquecido.

 

Essa mídia social não é uma das maiores, porém a premissa dela, compartilhamentos de fotos permitindo a divulgação de produtos, pode ser muito útil para quem está iniciando com sua empresa e seus produtos.

 

A comunidade dessa plataforma ultrapassou os 100 milhões de usuários que são engajados durante o tempo que passam na plataforma.

 

O funcionamento do site permite que se unam as pessoas que o acessam com os conteúdos produzidos nos perfis.

 

Isso ocorre, porque a segmentação na plataforma é por conteúdo. Ao criar uma conta, você pode escolher os temas que você mais gosta e em sua linha do tempo, apareceram conteúdos sobre esse tema.

 

Ainda é possível criar uma conta business, onde sua empresa pode divulgar conteúdo autoral, seja ele relevante ou apenas imagens dos produtos.

 

6. Linkedin

 

O Linkedin é uma plataforma que começou a ser explorada de maneira mais ativa recentemente por empresas.

 

Ela também é provavelmente a mais diferente de todas as citadas até agora.

 

Com essa plataforma, é possível formar seu público-alvo e conhecê-lo melhor.  Visite alguns perfis de pessoas que tenham semelhança ao seu ramo de atuação, veja o que tem em comum entre eles e crie um ponto em comum entre essas pessoas e seu negócio.

 

Na plataforma, existe a possibilidade de escrever artigos e publica-los em canais de terceiros.

 

Escolha os canais de divulgação mais relevantes para o nicho que deseja explorar e escreva conteúdos que tenham a ver com seus produtos.

 

Evite evidenciar que seu objetivo é vender, tente mostrar que seu produto é uma solução eficiente para algum problema abordado no artigo.

 

7. Youtube

 

Todas as plataformas abordadas até agora (exceto Linkedin) comportam formato de vídeo.

 

O Youtube é a maior plataforma de vídeo existente, possuindo mais de 1 bilhão de usuários ativos.

 

Hoje em dia, há muitas pessoas que preferem ver um vídeo a ler um artigo.

 

Produza conteúdo em vídeo, fale dos seus produtos e use temas de artigos anteriores para melhorar suas produções.

 

Leve, aos seus públicos de interesse, coisas relevantes e similares aos seus produtos. Dê dicas do que fazer com seu produto e mostre como usar ou consumir.

 

8. Marketing de conteúdo

 

O marketing de conteúdo abrange tudo que foi abordado até agora.

 

Coloque a mão na massa e produza coisas que te ajudem a engajar com o máximo de pessoas possíveis.

 

Porque a ideia desse tipo de marketing não é vender, mas sim, cativar as pessoas que consomem seu material, assim, torna-las seus consumidores.

 

Produza materiais valiosos, interessantes, relevantes e que atraiam pessoas para seu site, blog, página, perfil ou canal.

 

Esses objetos produzidos podem ser dos mais variados tipos e formatos, como em vídeo, imagens, artigos, e-books, etc.

 

9. Landing pages

 

Algumas produções como e-books, artigos e vídeos são difíceis de produzir. Não os deixe dê mão beijada para quem acessa seu site.

 

Crie janelas interativas, elas devem levar o usuário a um clique, um download, um blog ou a um vídeo no Youtube.

 

A Landing Page busca suprir uma demanda específica.

 

Lembre-se de ter um bom call-to-action, que seja realmente convincente e que chame a atenção.

 

Lembre-se de ter um bom call-to-action. Ele precisa ser convincente e deve chamar a atenção do leitor. 

 

Sua intenção será fazer com que a pessoa faça uma ação e assim se converta com um click, mesmo que seja o preenchimento de um formulário com dados.

 

O formulário pode ser simples, mas que te ajude a formar uma base de contatos para enviar materiais.

 

Leve as pessoas com landing pages, para páginas que tenham seus produtos e os mostre de alguma maneira que desperte o interesse do visitante.

 

Trabalhe de maneira com que o comportamento desejado seja executado por quem está vendo seu site e sua landing page.

 

10. Blogs

 

Aqui está um bom lugar para divulgação de conteúdos próprios.

 

Há várias maneiras de postar conteúdos, como incluir artigos de terceiros e parcerias com outros blogs e blogueiros.

 

Ache outros blogs que tenham afinidade ao seu. Há possibilidade de parcerias, troque conteúdos e compartilhamentos.

 

Sua empresa também pode patrocinar alguns blogs, dando itens para sorteio, por exemplo. Tenha sempre investimentos voltados a gerar mais engajamento e visibilidade para sua marca e seus produtos.

 

O conteúdo desse blog não precisa ficar só ali, divulgue-os em outras plataformas. Isso traz mais presença da sua marca e de seus produtos no meio online.

 

11. Influenciadores

 

Influenciadores são ótimos investimentos quando o assunto é trazer retorno rápido.

 

Essas pessoas criam grupos e os moldam a partir do conteúdo que produzem geralmente bastante segmentados.

 

Todos os segmentos atualmente sofrem influência de pessoas que formam opiniões sobre inúmeros assuntos, como saúde, moda, natureza, viagem, cinema, etc.

 

Escolha pessoas que tenham afinidade ao seu produto, elas podem ser de diversas plataformas, algumas já abordadas no artigo, como Instagram, Facebook, Twitter, Youtube, etc.

 

É possível enviar produtos para que as pessoas usem e então digam o que acharam para seu público. Algo muito comum hoje em dia, funciona como um patrocínio em troca de divulgação, mas deixando aberta a possibilidade de crítica.

 

A imagem do seu produto será ligada ao influenciador e dessa forma, aumentará não só a visibilidade, mas deixará uma mensagem positiva sobre seu produto para seus potenciais consumidores.

 

12. Mercado Livre

 

Diferente das outras plataformas de divulgação, no Mercado Livre o consumidor já está preparado e em busca de produtos específicos.

 

O Mercado Livre está presente em diversos países e é o Marketplace mais popular na América latina.

 

Possibilita uma forma atrativa para anunciar seu produto porque nesse site são encontrados consumidores e potenciais leads que buscam pelo seu produto, possivelmente com conhecimento prévio sobre o mercado.

 

Comece o processo de investimento partindo da ideia de que as pessoas não conhecem nada sobre seu produto.

 

Então, coloque o máximo de imagens, o nome correto e completo do produto e uma boa descrição que explica tudo que a pessoa precisa saber sobre o produto.

 

Essas são algumas coisas que podem ajudar a ganhar visibilidade para seu produto.

 

13. OLX

 

A OLX é uma das empresas que dominam o setor de marketplace, principalmente, ao voltar-se para o mercado de carros e imóveis.

 

A OLX não para de crescer no mundo inteiro. Recentemente, anunciaram um aumento de 25% em seus investimentos voltados ao mercado brasileiro.

 

Segundo dados da própria empresa, a OLX conta com mais de meio milhão de anúncios ativos todos os dias e com, aproximadamente, 2 milhões de vendas realizadas por mês.

 

O principal diferencial da OLX para outros marketplaces é a possibilidade de anunciar serviços também.

 

Um fato muito relevante que foi divulgado pela empresa foi que anúncios com imagens são clicados sete vezes mais que anúncios sem imagens.

 

O que evidencia que investir em fotos profissionais podem impulsionar a visibilidade de seus produtos e aumentar as vendas.

 

14. Submarino

 

O submarino é outro marketplace de grande valor para investimento.

 

Esse site é um dos mais antigos sites de e-commerce do mundo, suas atividades começaram em 1999.

 

O seu tráfego é um dos maiores de todos os marketplaces e a própria empresa estima que tenham mais de 450 milhões de Pageviews por mês.

 

O Submarino ainda foi considerado a melhor plataforma tecnológica existente, possui um bom suporte para seus parceiros e também aos consumidores que compram ali seus produtos.

 

15. Americanas

 

No ano de 2006, a Americanas.com fez sua fusão com o Submarino.com. Dando origem a B2W, porém, mantendo seu nome e suas divisões de operações separadas.

 

Os sites da B2W movimentam em média 19,4 milhões de visitas.

 

Esse grupo conquistou o título de melhor atendimento ao cliente da Internet Brasileira.

 

A Americanas é provavelmente a loja mais tradicional de varejo brasileiro.

 

Sua missão é clara e objetiva: “Ter a maior variedade com o menor preço”.

 

Ter seu produto nesse site, com certeza ajudará muito na divulgação e no crescimento de sua empresa.

 

16. Amazon

 

Essa gigante do comércio do eletrônico chegou ao Brasil oficialmente esse ano.

 

O site da Amazon, até esse presente momento, conta com 16 categorias para que haja a vinculação de produtos, mas novas categorias são adicionadas constantemente.

 

Não se engane com o fato da plataforma ser o maior e-commerce do mundo. De acordo com a própria empresa, eles não privilegiam a própria base de produtos e concorrem com parceiros.

 

Dessa forma, seu marketplace ainda é extremamente relevante já que essa é uma das maiores empresas de e-commerce do mundo.

 

A Amazon é consolidada no mercado mundial e atualmente, ocupa o posto de empresa mais valiosa do mundo.

 

O que pode ajudar a trazer interessados pela marca, servindo como forma de apresentação de seus produtos e até levar clientes ao seu site.

 

17. Buscapé

 

O Buscapé é o último marketplace citado aqui, mas não é menos importante.

 

Assim como o Submarino, suas atividades se iniciaram em 1999.

 

Desde sua fundação, é o site líder em comparação de preços no mundo inteiro. Nesse modelo, ao clicar no anúncio, a pessoa é direcionada ao site do anunciante.

 

Funciona como uma campanha “Ads” no quesito de custo por clique (PPC), mas, como mencionamos, o Buscapé é um Marketplace e trabalha por comissão, cobrando uma quantia específica por cada venda realizada no site.

 

18. Google Shopping

 

O Shopping é uma ferramenta recente do Google.

 

Ela permite que apareçam produtos baseados na pesquisa feita pelo usuário ou então, há a possiblidade que apareçam diretamente na aba do Shopping.

 

Funciona basicamente como uma vitrine online. Serve como uma forma de qualificar as pessoas que veem seu conteúdo, já que foi a própria pessoa que pesquisou sobre o produto.

 

Possibilita anúncios de diversos sites, com variados tamanhos e segmentos.

 

Essa ferramenta funciona em conjunto ao Google Ads. Quanto maior seu investimento, mais alta será sua colocação no ranking de anunciantes.

 

19. Waze

 

Há outras possibilidades de investimentos e plataformas diferenciadas.

 

Esse é o caso do Waze. O aplicativo foi criado em 2008 e atualmente, conta com mais de 65 milhões de usuários ativos.

 

Em 2013, foi comprado pelo Google, que incorporou parte das informações presentes no app ao Google Maps.

 

Esse aplicativo permite que você anuncie seu negócio e seus produtos regionalmente.

 

A segmentação é feita por seleção geográfica e você delimita o raio em que sua empresa irá aparecer no display do aplicativo.

 

No Waze, são oferecidas as tarjas de anúncios e também o Pins com a localização da empresa.

 

O custo-benefício do investimento é um muito bom, já que o custo é por impressões e sua empresa é cobrada pelas vezes em que é mostrada no aplicativo.

 

20. E-mail marketing

 

Essa ferramenta é muito boa e utilizada atualmente. É difícil uma empresa que não a usa.

 

Através desses e-mails é possível divulgar tudo sobre sua empresa.

 

Forme um banco de dados com diversos contatos, de clientes e potenciais clientes, tendo salvo seus e-mails e seus nomes.

 

Avise de tempo em tempo, quando novos produtos chegarem, ou então sobre conteúdos novos em seu blog.

 

Mande e-mails de promoções e também faça campanhas exclusivas para essa plataforma, você poderá conseguir muitos cliques de abertura e muitas conversões.

 

Não envie e-mails marketing constantemente, lembre-se que muitas vezes as pessoas podem usar o e-mail para coisas importantes.

 

Mensagens irrelevantes podem fazer com que a inscrição de recebimento de e-mails seja cancelada e assim um potencial cliente seja perdido.

 

21. Grupos e Fóruns

 

Existem grupos e fóruns dos mais diversos assuntos na internet. Nesses foram tem muitos potenciais consumidores.

 

A captação de contatos e possíveis interessados para sua base de cadastros também é algo a ser destacado por esse meio.

 

Os fóruns e grupos ainda são uma boa forma haver um primeiro contato com potenciais consumidores.

 

Cogite ter um número com Whatsapp apenas para entrar em grupos e divulgar conteúdos que sejam relevantes aos membros.

 

Faça com que as pessoas cliquem e vejam que o conteúdo que você compartilhou é bom e útil.

 

Evite spammar coisas sobre você, seus produtos e sua empresa. Isso pode fazer com que a divulgação seja negativa e até passível de banimento em algumas plataformas.

 

22. Google meu negócio

 

Cadastre sua empresa nessa ferramenta oferecida pelo Google gratuitamente.

 

Além de ser totalmente gratuita, ela vai aumentar a confiabilidade empresa.

 

A ferramenta possibilita incluir muitas informações sobre seu negócio.

 

Algumas delas são o telefone, os produtos ofertados e a possibilidade de incluir imagens de produtos e da empresa.

 

As pessoas que frequentaram ou compraram algo, também poderão dar uma nota e destacar os principais pontos positivos e negativos da sua empresa.

 

Há também a possibilidade de interação com o cliente por meio de comentários ao respondendo avaliações.

 

A empresa também aparecerá como uma possibilidade de rota, possibilitando que mais vendas sejam realizadas.

 

Conclusão

 

As 22 formas abordadas neste artigo são de extrema importância. Mas sempre procure por outras que se encaixam no seu modelo de negócio e que tenham familiaridade com seus produtos.

 

As formas de divulgação estão limitadas por sua criatividade, dedicação, tempo e dinheiro para investir.

 

Não tem medo de ousar e nem de gastar. Lembre-se sempre, investimento não é um gasto.

 

Pense em coisas novas e coloque-as em prática, colha os frutos de seu trabalho duro no futuro.

 

Vale a pena fazer todo o possível para seu negócio crescer e seus produtos se tornarem cada vez mais conhecidos!

 

Ainda há possibilidade de investir em numa franquia da Brasil Nutri Shop. Um modelo de negócio completamente pronto e estruturado.

 

Contamos com mais de 2 mil tipos de produtos de 40 diferentes marcas.

 

Seu trabalho pode ser exclusivamente divulgar seu site e os produtos. E aqui, você já viu várias dicas.

 

Caso queira saber mais sobre nosso modelo de franquia, clique aqui.

Voltar